Célula – Organelas e Funções

O que é 0

A célula é considerada a unidade funcional de um organismo vivo, a qual pode funcionar de maneira autônoma. Todos os seres vivos, com a exceção dos vírus, são formados por células e estas podem variar em suas estruturas dependendo do organismo. Muitos seres vivos são formados por tecidos diferenciados, que nada mais são do que conjuntos de células especializadas, sendo estes seres chamados de organismos multicelulares. No entanto, alguns seres vivos, como as bactérias, são formados por uma única célula e são chamados de organismos unicelulares.

Por serem microscópicas, as células só passaram a ser percebidas com o desenvolvimento de microscópios ópticos. Hoje, graças ao advento da microscopia eletrônica, podemos analisar até detalhes das estruturas internas das células.

A descoberta da célula

A descoberta da célula ocorreu em 1665 quando Robert Hooke, graças a um microscópio rudimentar, conseguiu visualizar cavidades poliédricas em uma fina fatia de cortiça. A estas cavidades, que mais tarde compreenderam ser as paredes das células vegetais mortas, Hooke deu o nome de célula.

Paralelamente, Antonie van Leeuwenhoek trabalhava no desenvolvimento de microscópios ópticos, o que o possibilitou observar e desenhar protozoários e bactérias. A teoria Celular, que determina que todos os seres vivos são formados por células, foi proposta anos mais tarde, em 1838 por Mathias Schleiden e Theodor Schwann.

As organelas das células

A célula é basicamente formada pela membrana citoplasmática, pelo citoplasma e pelo núcleo. A membrana citoplasmática é lipoprotéica e permite a entrada seletiva de substâncias. O núcleo pode ser envolvido pela carioteca e concentra o material genético do indivíduo. O citoplasma é uma região gelatinosa que compreende várias organelas que realizam funções especializadas. Estas organelas e funções são:

- Ribossomos: síntese de proteínas;

- Retículo endoplasmático liso: transporte e síntese de substâncias;

- Retículo endoplasmático rugoso ou ergastoplasma: associado aos ribossomos, transporte e síntese de proteínas;

- Complexo de Golgi: armazenamento e secreção de substâncias;

- Lisossomos: digestão intraCelular;

- Mitocôndrias: respiração Celular;

- Centríolos: divisão Celular e movimentação de cílios e flagelos;

- Plastos: armazenamento de substâncias;

- Cloroplastos: fotossíntese;

- Vacúolos: armazenamento e eliminação de substâncias.

Os tipos de célula

A partir de sua estrutura, a célula pode ser dividida em procariótica e eucariótica. A principal diferença entre estes dois tipos de células é que a célula procariótica não apresenta a carioteca, a membrana nuclear a qual mantém o núcleo organizado o que faz com o que o material genético fique disperso no citoplama. Além desta característica, a célula procariótica apresenta apenas o ribossomo como organela citoplasmática e uma parede Celular externa à membrana citoplasmática. Este tipo de célula é encontrado nas bactérias.

A célula eucariótica apresenta a carioteca e, dessa forma, seu núcleo com material genético é organizado. Além disso, a célula eucariótica apresenta diversas organelas citoplasmáticas e ela pode ser dividida ainda em dois tipos, a célula animal e a célula vegetal.

A célula animal possui ribossomos, retículos endoplasmáticos liso e rugoso, complexo de Golgi, lisossomos, mitocôndrias e centríolos. A célula vegetal, além de apresentar uma parede celular externa à membrana citoplasmática, é formada pelos ribossomos, retículos endoplasmáticos liso e rugoso, complexo de Golgi, lisossomos, mitocôndrias, cloroplastos, plastos e vacúolos.

Termos de Busca:

Leia Também:



Deixe um Comentário »