Cocaína – História e Proibição

O que é 0

O uso de drogas já é considerado, atualmente, alarmante. São várias as drogas que causam dependência e podem arruinar a vida de qualquer um, não respeitando idade, gênero ou classe social. Dentre as drogas existe muitas diferenças, podemos classificar basicamente em dois grupos: as drogas naturais e as drogas químicas (ou sintéticas). Nesse artigo falaremos um pouco a respeito da cocaína, uma droga que se encaixe nos dois grupos e iremos explicar o porquê ao longo desse artigo.

cocaína é uma substância derivada de uma planta encontrada originalmente nos Andes, a população local utilizava suas folhas para mascar; dessa maneira, evitavam o desconforto causado pela altitude e também combatia a fome e o desânimo. Aos poucos, cientistas do mundo todo foram conhecendo os poderes dessa planta e a partir de infusões eles extraíam cada vez mais quantidades concentradas da substância química. Durante muitos anos, foi normal o seu uso como bebida ou mesmo em pó; a Coca Cola colocava cocaína nas bebidas vendidas durante muito tempo e na época era comum e popular tomar bebidas derivadas com acréscimos de cocaína.

A Proibição da Cocaína

Com o passar dos anos, os Estados e a População viram que a cocaína não era brincadeira; a substância causava dependência forte e trazia consigo inúmeros efeitos colaterais como mudança na pressão arterial e também modificações psicológicas naqueles que já estavam adictos da substância. Foi aí que se tornou proibido o consumo e a venda de derivados da Coca em vários países do Mundo.

Nos países Andinos, não se proibiu a utilização da planta, pois culturalmente a aplicação que esses povos dão à matéria prima é muito diferente. Como eles a usavam há milhares de anos, não se proibiu o consumo; no entanto, a cocaína concentrada é proibida enquanto substância entorpecente.

cocaína gera uma forte dependência nos indivíduos que a utilizam, além dessa forte dependência, ela causa modificações comportamentais que são perigosas tanto para o indivíduo quanto para as pessoas que convivem com ele. No Brasil e em todo mundo, a cocaína é muito cara, não é atoa que os traficantes que vendem a droga costumam misturá-la a outras substâncias para fazer “render” a quantidade que compram. Já houve casos de apreensões de cocaína, na qual a polícia federal não encontrou cocaína de verdade; os traficantes vendiam outras substâncias químicas para os viciados utilizarem como se fosse cocaína, uma mistura de diversos analgésicos e produtos químicos muito fortes.

Termos de Busca:

Leia Também:

Deixe um Comentário »