Entenda o que é Nacionalismo

O que é 0

A Revolução Francesa foi muito importante para que uma nova visão de mundo se estabelecesse na Europa. No desenrolar desse movimento, diversos revolucionários entendiam as suas reivindicações como uma tática a favor dos interesses franceses. A nobreza, os conservadores, componentes da Igreja e militares estrangeiros eram interpretados como os grandes opositores da nação. A partir dessa visão começaram então a surgirem as manifestações iniciais do Nacionalismo.

No século XIX, uma época em que a sociedade em diversos países estava saindo do modelo tradicional e indo para industrial, diversos estudiosos começaram a pensar quais seriam os pontos de história e cultura que pudessem delinear o que seria uma identidade nacional. Em busca de bases sólidas para amparar o pensamento, os pensadores buscavam na língua e no cotidiano das pessoas o que seria comum a elas para que elas tivessem um sentimento de nação, um Nacionalismo. Foram usadas diversas argumentações míticas também.

O Nacionalismo acreditava que a primazia da nação deveria estar sempre preservada. Experiências com o Estado, com a Igreja ou com qualquer outra instituição deveriam estar relegadas a segundo plano. Sendo assim, o Nacionalismo incutiu muitas mudanças nas nações, especialmente nas relações que existiam entre elas. Os nacionalistas acreditavam que o poderio de uma nação deveria estar acima do poderio de outra nação.

Movimentos e Opiniões sobre o Nacionalismo

De acordo com a opinião dos liberais, o Nacionalismo era visto como uma conseqüência do liberalismo, pois os nacionalistas iam atrás do direito de definir o próprio governo, queriam criar as suas leis e ainda proteger e defender o território, garantindo então a liberdade e a igualdade. Contudo, o que se viu na prática foi uma forte ligação do Nacionalismo com o socialismo.

O Nacionalismo foi fonte de inspiração para diversos momentos cruciais do século XIX. Por exemplo, em 1848, durante a conhecida ?Primavera dos Povos?, diversas táticas revolucionárias invadiram a Europa. Na grande parte dessas situações, a defesa dos ?interesses nacionais? serviu como motor contra o absolutismo.

Não apenas o Nacionalismo foi o motivo, mas ele contribuiu bastante para uma grande disputa entre nações, uma verdadeira rivalidade entre elas. Na época do imperialismo, a briga por áreas que pudessem ser exploradas alimentava ainda mais a disputa entre os países nacionalistas. No século XX, a questão foi tão forte que eclodiu em duas guerras mundiais, sendo duas manchas na história da humanidade. Tudo por conta de um exagero da visão nacionalista.

No Brasil, o presidente Getúlio Vargas é um ícone da prática do Nacionalismo no nosso país.

Termos de Busca:

Leia Também:

Deixe um Comentário »