Exame Papanicolau

O que é 0

O Papanicolau é um exame ginecológico que visa, em uma visão ampla, identificar e prevenir o câncer no colo do útero. O nome desse teste foi dado graças ao médico que criou a técnica no ano de 1940: Dr. George Papanicolau.

Nos últimos 50 anos, a incidência desse tipo de câncer e a taxa de mortalidade tem diminuído graças às técnicas de rastreamento e diagnóstico da doença. O grande sucesso desse exame é devido à possibilidade de detecção da enfermidade antes mesmo do desenvolvimento do câncer, aumentando as chances de um bom prognóstico.

Os principais fatores de risco que podem, futuramente, causar o câncer no colo do útero são o número elevado de parceiros sexuais, antecedentes de doenças sexualmente transmissíveis, número elevado de partos e o início precoce da vida sexual. Graças a esses fatores de risco que aumentam a probabilidade de desenvolver a doença, o exame Papanicolau não visa apenas diagnosticar a doença, mas também prevenir o aparecimento do câncer.

Para estar sempre saudável e prevenida, todas as mulheres devem ir ao ginecologista pelo menos uma vez ao ano para realizar o exame ginecológico completo. Esses exames consistem na palpação das mamas e outros locais do corpo e, para finalizar, a realização do Papanicolau.

Desde 1940, quando o exame foi criado, a porcentagem das mulheres que apresentam o câncer cervical caiu cerca de 70%. Apesar de não ser 100% infalível, o Papanicolau pode detectar até 95% dos casos de câncer no colo do útero. A boa notícia é que essa técnica permitiu detectar a doença antes mesmo de ela se tornar visível e, dessa forma, pode ser tratada e, em alguns casos, até mesmo curada.

Como é realizado o exame papanicolau

O material que é analisado no exame é a citologia vaginal e o exame não é tão incômodo quanto parece. O médico introduz um espéculo (conhecido popularmente como bico de pato) para abrir o canal vaginal, permitindo a visualização dele e do colo de útero. Após isso, as células que ficam no colo do útero são coletadas através de uma haste de madeira ou um tipo de cotonete mais longo que o normal. O material coletado é enviado a um laboratório para passar por uma análise microscópica altamente confiável.

O resultado do exame que der negativo indica que o colo do útero da mulher é normal e que ela não corre risco atual. Em contrapartida, quando o resultado dá positivo, significa que as células estão anormais e é necessária a realização de um exame mais detalhado, como uma biópsia ou uma colposcopia.

Termos de Busca:

Leia Também:



Deixe um Comentário »