Glândula De Bartholin

O que é 0

As glândulas de Bartholin são, também chamadas de glândulas vestibulares maiores, estão alojadas nas paredes da vagina e tem a função de lubrificar o canal vaginal, preparando a mulher para o ato sexual. Seu tamanho varia de 0,5 centímetros a 1,0 centimetro, localizado na entrada da vulva (profundamente).

Essas glândulas são bastante acometidas por cistos e abscessos. Entretanto, existem algumas obstruções inflamatórias originadas por algum trauma, episotomia ou laceração obstétrica (realizada durante o parto). Existem também tumores que podem ser originados por essa glândula, conhecidos como carcinomas da glândula de Bartholin, mas são bastante raros.

Abscessos na glândula de Bartholin

O abscesso localizado na glândula de Bartholin é formado graças à infecção e à obstrução do ducto. Esse processo é agudo e necessita de uma intervenção emergencial. A principal queixa das mulheres que enfrentam essa complicação é a dor bastante aguda e intensa, a vermelhidão, a quentura, a saída de secreção e a sensibilidade que toma o local. Os germes de transmissão sexual, como a clamídea e o gonococo, estão frequentemente envolvidos nesses quadros.

O tratamento desses abscessos é, geralmente, realizado através da drenagem espontânea ou cirúrgica (sob anestesia local ou geral, se houver a necessidade). Entretanto, vale ressaltar que os abscessos que são drenados espontaneamente tem maiores chances de voltar a aparecer. Por isso, muitas mulheres optam por não esperar e recorrer à intervenção cirúrgica. Alguns medicamentos e banhos diferenciados (com assento) podem aliviar o desconforto, assim como a utilização de antibiótico devidamente prescrito.

2. Cistos

Os cistos formados nos ductos de Bartholin são, geralmente, encontrados e diagnosticados através de exames pélvicos realizados rotineiramente. Eles podem ser assintomáticos até atingirem certo tamanho e, caso cresçam muito, podem causar bastante dor, dificuldade para sentar, caminhar ou até mesmo ter relações sexuais.

Assim como uma mulher que apresenta cisto assintomático no ovário, esse cisto localizado nas glândulas de Bartholin, se forem assintomáticos, também não necessitam de tratamento. Entretanto, se alguns sintomas importantes e incômodos se manifestaram, pode haver a necessidade de uma intervenção cirúrgica. Além disso, como o canal é bastante vascularizado, a possibilidade de um sangramento é bastante grande e de difícil controle. Em pacientes acima de 40 anos e que desenvolvem cistos nas glândulas de Bartholin, é essencial a realização de biópsia no cisto para garantir que elas não apresentam carcinoma da glândula de Bartholin.

O caminho mais prático para a prevenção ou para o diagnóstico cedo é sempre estar em dia com as consultas anuais ou semestrais ao seu médico ginecologista. Realizar diversos exames aparentemente desnecessários pode, no final das contas, salvar nossas vidas.

Termos de Busca:

Leia Também:



Deixe um Comentário »