O que foi a Guerra dos Canudos

O que é 0

A Guerra dos Canudos foi um conflito civil ocorrido a partir de novembro de 1896 até 5 de outubro de 1897 no sertão da Bahia. O quadro do Nordeste brasileiro era de abandono político, extrema pobreza, seca e fome. Além disso, havia um fanatismo religioso muito grande. Dessa maneira, fanáticos, sertanejos desempregados e jagunços, sob a ordem de Antônio Conselheiro, desencadearam o conflito. A força foi tão grande que o governo baiano teve de pedir auxílio ao federal para conter a situação.

O beato Antônio Conselheiro acreditava que tinha sido mandado por Deus para dar fim às diferenças sociais e aos pecados republicanos, entre os quais o casamento civil e a cobrança de impostos. Com essas propostas, juntou muitos seguidores que achavam também que ele iria dar liberdade a todos daquele cenário já citado.

Com o desenrolar dos dias, as propostas iniciais foram se espalhando de maneira que jagunços começaram a usá-las para justificar assaltos e atitudes que não tinham nenhuma ligação com as idéias de Conselheiro. Assim, todos os moradores da região passaram a ficar muito temerosos.

O Começo do Fim da Guerra dos Canudos

O movimento então foi muito disseminado e o governo da Bahia pediu que o governo republicano interviesse, mas esse também se deparou com muitos obstáculos para conter o fanatismo. Somente depois de um tempo as forças republicanas se organizaram mais e se equiparam de melhor maneira e conseguiram cercar os guerreiros. Muitos não conseguiam sair do lugar onde estavam e morreram de fome, e toda sorte de gente sofreu isso: velhos, crianças, jovens, mulheres e homens.

A Guerra dos Canudos foi um momento da história do Brasil que representou a luta pela liberdade dos menos favorecidos que habitavam a zona rural e também a força do sertanejo em busca de seus ideais. Essa parte da memória do nosso país foi muito bem retratada por Euclides da Cunha, em seu livro Os Sertões, cuja obra fixou o movimento na mente de todos e ressaltou a importância da luta social no país.

Revelando como os governos não se preocupavam com as questões vividas pelos brasileiros, como a fome, a miséria e a seca, a Guerra dos Canudos serve de exemplo de como a violência foi usada para conter a revolta dos menos favorecidos. A proposta do sertanejo foi tentar uma vida melhor, uma libertação daquele quadro de pobreza extrema. Não houve negociação nem debates em torno do assunto principal que era tão cobrado pelos nordestinos.

Termos de Busca:

Leia Também:

Deixe um Comentário »