Orações Subordinadas – Conceito e Exemplos

O que é 0

Orações Subordinadas são aquelas que servem para completar uma primeira oração com intuito de fazer algum sentido ou para apresentar-se mais coerente e completa. Exemplo: na frase “Espere, eu vou com você” a oração principal é “Espere” e a subordinada é “eu vou com você”. Assim sendo, as Orações Subordinadas trazem um sentido a mais em algumas frases e palavras.

Existem três tipos de Orações Subordinadas: substantivas, adjetivas e adverbiais. Orações Subordinadas substantivas são aquelas que exercem a mesma função de um substantivo. Existem seis divisões dentro das Orações Subordinadas substantivas.

Orações Subordinadas Substantivas

1. Subjetivas: exercem a função de um sujeito em relação à outra oração. Exemplos:
- É melhor você ir ao mercado logo.
- Nós não ouvimos nenhum barulho diferente.
- Eu não sei falar espanhol.

2. Objetivas diretas: como o esmo nome diz, são aquelas que têm função de representar o objeto direto da outra oração. Exemplo:
- Maria não sabia fazer tranças.
- Pedi que se retirassem do quarto de hospital.
- Luana espera que amanhã faça sol.

3. Objetivas Indiretas: Exercem função de objeto indireto da outra oração. Ligam-se à outra oração por uma preposição. Exemplos:
- Marcos obedeceu à sua mãe.
- Júlia não encontrou o preço das blusas nas etiquetas.

4. Completivas nominais: Completam o sentido dos substantivos, advérbios e adjetivos. Exemplos:
- Paula estava aflita com algo que poderia dar errado.
- O boato de que Lúcia está grávida não foi confirmado.

5. Predicativas: Funcionam como predicativo do sujeito. Exemplos:
- O errado é você mentir.
- O bom mesmo é sair de férias.

6. Apositivas: Funcionam como aposto. Exemplo:
- O recado foi dado: eu não vou mais proteger você.

Orações Subordinadas Adjetivas

Orações Subordinadas adjetivas são aquelas que modificam um substantivo de outra oração. Exemplos:
- O meu cabelo que era cacheado, hoje é liso.

Porém, esse tipo de oração divide-se em duas qualidades: orações explicativas e orações restritivas.

1. Explicativas indicam qualidade ao substantivo a que se referem. Exemplo:
- Um irmão, que é muito generoso, me emprestou o dinheiro que eu tanto precisava.

2. As orações restritivas, mais comuns na nossa língua, delimitam o sentido do substantivo nas orações anteriores. Exemplo:
- Todos os candidatos de vestibular são estudiosos.

Orações Subordinadas Adverbiais

Orações Subordinadas adverbiais são aquelas que equivalem aos advérbios em relação à outra oração. Essas orações são do seguinte tipo: Causais (apresentam uma causa, completando a oração anterior). Comparativas (Servem para fazer comparações e é o segundo termo de uma oração). Consecutivas (termos intensivos que vem seguidos da oração principal). Concessivas (se caracterizam pela ideia de concessão que apresentam da oração principal). Condicionais (transmitem ideias de condições para a primeira oração). Conformativas (indicam modo como ocorreu a ação na oração principal). Finais (indicam fim ou finalidade da oração principal). Proporcionais (transmitem ideia de proporcionalidade à oração principal) e as temporais (indicam relação de tempo com a oração principal).

Termos de Busca:

Leia Também:

Deixe um Comentário »