Ribossomos – Conceito e Funções

O que é 0

Os Ribossomos, também conhecidos como ribossomas, são pequenas estruturas encontradas imersas no hialoplasma das células procarióticas e eucarióticas, no retículo endoplasmático e também no citoplasma (quando presos uns aos outros por fitas de RNA). Os Ribossomos são formados (em sua maior parte) pelo flagelo ribossomático e por cerca de 50 tipos diferentes de proteínas. Uma coisa que é importante salientar quando falamos de Ribossomos é que, ao contrário das mitocôndrias, por exemplo, os Ribossomos não possuem uma membrana em sua composição.

Os Ribossomos são considerados organóides citoplasmáticos e medem aproximadamente 20 a 30 nm de diâmetro. Os Ribossomos ou ribossomas são formados por 2 unidades, ou subunidades, de tamanhos e grandezas diferentes. Essas 2 subunidades são compostas por moléculas de RNA e proteínas geradas por outros Ribossomos. Por serem extremamente fundamentais no controle do metabolismo celular, os Ribossomos requerem que sua formação seja perfeita, ou seja, que as duas subunidades que o compõem se fundam perfeitamente. Caso contrário, uma célula pode ficar com Ribossomos defeituosos que, por sua vez, não efetuarão sua função corretamente e serão extintos pouco tempo depois.

A Subunidade maior de um ribossomo é composta por 2 partes ou sítios: parte A (Aminoacil) e parte P (Peptidil). Ambas as partes são receptivas ao RNA transportador, também chamado de RNAt, que é a substância responsável pelo transporte dos aminoácidos. Apesar de seu tamanho minúsculo, os Ribossomos são de extrema importância para o funcionamento celular, pois, é através deles que ocorre a síntese de proteínas e, no caso dos Ribossomos localizados na parede do retículo endoplasmático, a produção de algumas enzimas.

Proteínas e Ribossomos

As proteínas produzidas pelos Ribossomos ou pelos polirribossomas, em sua grande maioria, permanecem dentro das células onde são produzidas e são voltadas inteiramente para o uso interno, com o intuito de abastecer o organismo celular. Já as enzimas produzidas pelos Ribossomos localizados na parede do retículo endoplasmático são armazenadas em pequenas vesículas que servem como meio de transporte durante seu trajeto até o Complexo de Golgi. O Complexo de Golgi, por sua vez, faz o papel de “reempacotar” essas enzimas e levá-las para fora do organismo celular.

O processo de sintetização de proteínas se dá a partir da união de diversos outros componentes extremamente importantes. Um ribossomo utiliza-se das tríades de ácidos nucléicos, ou anticódons, do RNA para gerar uma ou mais sequências de aminoácidos. Essas sequências de aminoácidos são ligadas para o RNA ribossômico através da subunidade menor do ribossomo.

Termos de Busca:

Leia Também:

Deixe um Comentário »