Sardas

O que é 0

As Sardas, chamadas também de efélides, são manchas que acometem o nosso maior órgão: a pele. Ela é causada pelo aumento de um pigmento responsável pela coloração da pele, a melanina. Existe uma tendência maior de aparecimento de Sardas em pessoas com a pele bem clara e também em pessoas ruivas, como indivíduos que possuem rutilismo (uma alteração genética responsável pela coloração ruiva dos cabelos e pelos do corpo).

As pessoas mais sensíveis à luz do sol tem maior facilidade no desenvolvimento de Sardas, que costumam aparecer justamente nos locais que são mais acessíveis ao bronzeamento. Os indivíduos que possuem a tendência de avermelhamento da pele enquanto tomam sol também tem uma tendência maior às sardinhas.

A causa mais comum do aparecimento de Sardas é a hereditária. É possível reparar que o surgimento é genético e somente em pouquíssimos casos acomete pessoas com a tonalidade da pele mais escura e, nesse caso, estão associadas a alguma doença de pele (dermatite), valendo a pena investigar os possíveis motivos. De mais a mais, o principal causador dessas manchinhas já foi apresentado: o sol.

Tratamento para sardas no rosto

Apesar de diversas pessoas considerarem as Sardas um toque especial no rosto de uma bela pessoa, atualmente é possível encontrar diversas formas e métodos de remoção de Sardas, mas vale a pena esclarecer que essas manchinhas são totalmente diferentes de outros tipos de marcas na pele e não apresentam nenhum tipo de risco à saúde. Geralmente, as Sardas possuem uma tonalidade castanha, variando de pessoa para pessoa e também da área que é exposta ao sol. As partes do corpo que mais apresentam Sardas são: ombros, peito, pernas, mãos e, principalmente, rosto.

As Sardas são um exemplo clássico de um problema que é mais facilmente evitado a eliminado. Para quem não deseja apresentar essas charmosas manchinhas, a prevenção é essencial: proteja-se sempre com a utilização de algum bloqueador solar, seja para ir à praia ou para ir trabalhar. Procure também evitar se expor ao sol em horários inapropriados, como o famoso sol do meio-dia.

Para quem já apresenta Sardas e deseja tratar, os métodos mais utilizados são o peeling e o laser. Há depoimentos que indicam que com esses tratamentos, as Sardas realmente desaparecem, mas é essencial lembrar que nada impede que elas reapareçam se não houver alguma atitude preventiva. Existem também alguns tratamentos com produtos à base de hidroquinona, mas o melhor caminho é, sem dúvida, consultar um dermatologista para que ele exponha todas as possibilidades de tratamento e indique qual a escolha mais adequada para cada tipo de caso.

Termos de Busca:

Leia Também:



Deixe um Comentário »